Passamos a vida toda nos escondendo da nossa sombra, sem saber que quanto mais a aceitamos, mais fácil dela não nos atrapalhar.

Vamos fingindo que ela não existe, tentando ser perfeitos. Nunca mostramos ela pra quem nós amamos, pra não corrermos o risco da pessoa não nos amar mais.

Ninguém pode saber do que se passa aqui dentro. É dark, é pesado, não queremos que ninguém se assuste. E nessa, vamos brincando de ser pessoas que estão sempre bem, mas que estão sempre mal.

Porque se esforçar tanto pra não ter nenhum defeito dói. É um objetivo inalcançável. Achar que tem que se moldar a alguém pra que ele te ame é uma arma apontada pra si com o gatilho frouxo, a qualquer momento pode disparar.

Nossa sombra faz parte de nós, não adianta guardá-la debaixo do tapete. Ela vai surgir, eventualmente, e só saberemos lidar com a mesma se tivermos dado espaço pra lhe ver, conhecer e amar.

Escrito por Sarita de Oliveira

Criadora do Trago o Sol, Advogada, Psicoterapeuta Holística e futura Psicóloga. É curiosa, gosta de estudar e escrever sobre o bem estar mental e social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: