Se hoje dói, acolha a sua dor. Não finja que ela não existe, pois ela quer te mostrar algo. Algo sobre o que se deve cuidar, pensar, chorar…

Talvez essa dor só queira te reservar um pouco, fazer você olhar pra si, como não fez em todo o momento sem dores. A dor talvez queira te dizer: para um pouco!

Parar também é preciso. Descansar também é preciso. Pensar sobre a vida também é preciso. Ter alguns minutos lúcidos de paz é imprescindível.

É preciso parar de fingir que não é com a gente quando é sim. Se eu sinto, eu não posso deixar de sentir sem olhar pra esse sentimento e entendê-lo.

Quando a gente finge, só parece que ficou tudo bem. Mas lá na frente a gente cria problemas em cima do que a gente mesmo escolheu fingir – e nem entende como tudo isso aconteceu.

Fingir, segurar, controlar, estancar, são apenas divisores de nós com nós mesmos. É preciso soltar, sentir, exalar, ser quem somos, não para impor quem somos, mas para nos entender e sermos melhores pra nós mesmos.

E você, quantas dores tem disfarçado? 🤔

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: