Um paradoxo muito lindo que existe nesse mundo é que não se tem amor pedindo ou querendo. Se tem amor dando. Quanto mais se dá, mais se tem.

Quanto menos se espera e se cobra amor do outro, passando a oferecer seu amor de forma mais próxima do incondicional, então estará pleno de amor.

Mas, Sarita, onde foi que você leu/aprendeu sobre isso? Eu li isso em todas as vertentes terapêuticas. Nas religiões, na psicologia, no holismo ou qualquer outro estudo sobre o amor. E o principal, eu experienciei e tenho experienciado isso.

Eu levei muitos anos achando que certas pessoas me deviam o amor. Que era obrigação delas me amar. Eu não respeitei e às vezes ainda não respeito o livre-arbítrio do outro, seja ele quem for.

Até que eu cansei de esperar esse amor. E quando a gente cansa, a mudança começa, de fato. E eu comecei a simplesmente amar sem esperar nada em troca e eu o fiz porque esperar machuca, porque pode decepcionar. Foi pelo motivo errado mas deu certo.

Quando eu amei genuinamente, eu senti o amor. Não é sobre receber, como eu pensava. É sobre sentir.

Se você oferece amor em qualquer medida, a qualquer ente da natureza, a sua vida será plena de amor. Ele não virá numa bandeja como um prêmio por ter amado. Ele vai fazer parte da sua vida de forma integral.

O amor é quase que um estilo de vida, só que acessível a todos. E, mesmo que você não queira adotá-lo, ele estará sempre te perseguindo. É só abrir espaço 🧡

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: