Separe o que é seu e o que é do outro

Até que ponto podemos cuidar de alguém que gostamos? Qual o limite de atravessar a responsabilidade do outro pelo bem dele?